• carolpanesi

Mulher


Recua a culpa que brota do

ventre da repressão enraizada em nossos corpos.

Transmuta a dor de tempos antigos que persegue.

Aprisionam desejos e ainda hoje nos tentam calar.

Deixe crescer asas, deixe sangrar.

Abrigamos a magia do sagrado.

Profana é a censura que fere.

Sou resistência, sou livre, sou mulher.


12/11/2017



2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Luna Llena

Paz